CCOGE homenageia magistrados que prestam serviços relevantes ao Judiciário brasileiro

Ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça, discursou em nome de todos que receberam a medalha Desembargador Décio Antônio Erpen

Magistrados que se destacaram no cenário nacional pelos notáveis serviços prestados à Justiça brasileira foram homenageados, de maneira remota, com a medalha Desembargador Décio Antônio Erpen, na manhã desta quinta-feira (23), durante o 83º Encontro do Colégio Permanente dos Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (Encoge). Representando todos os agraciados, a honraria foi entregue de forma presencial ao presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Tutmés Airan.

Na oportunidade, o presidente do Colégio Permanente de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (Encoge), desembargador Fernando Tourinho, prestou homenagem ao desembargador Eduardo Freire Contreras, corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Amapá, que faleceu no dia 26 de maio deste ano, e destacou a presteza jurisdicional ao Judiciário daquele Estado.

O Colégio de Corregedores também homenageou o ex-presidente do Encoge, desembargador Fernando Norberto, atual presidente do TJPE, além do ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça, que fez seu discurso de despedida, uma vez que vai ocupar a presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em seu discurso de agradecimento em nome de todos os homenageados, o ministro Humberto Martins ratificou que são homens e mulheres notáveis que trabalham de forma incansável em prol da sociedade e do estado democrático de direito.

“Toda distinção é uma forma de confiança em nossos atos do passado, do presente e do futuro. Quando uma instituição nos homenageia, ela está dizendo para nós que acredita não apenas no que fizemos, mas, sobretudo, no que viremos a fazer”, disse.

O desembargador Décio Antônio Erpen, que concede seu nome à comenda, foi um magistrado de carreira no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, Corregedor-Geral da Justiça naquele estado e presidente do Colégio de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil.

Também receberam a medalha Décio Antônio Erpen a Desa. Nélia Caminha Jorge, do Amazonas; Des. José Alfredo Cerqueira da Silva, corregedor da Bahia Capital; Des. Osvaldo de Almeida Bomfim, corregedor Bahia ? Interior; Desa. Carmelita Indiano Americano Brasil Dias, corregedora do Distrito Federal; Des. Ney Batista Coutinho, corregedor Espírito Santo; Des. Paulo Sérgio Velten Pereira, corregedor do Maranhão; Des. Agostinho Gomes de Azevedo, de Minas Gerais; Des. Luiz Carlos Figueirêdo, corregedor de Pernambuco; Desa. Vanderlei Terezinha Tremeia Kubiak, corregedora do Rio Grande do Sul; Des. Valdeci Castellar Citon, corregedor de Rondônia; Desa. Soraya Nunes Lins, corregedora Santa Catarina; Des. Dinart Francisco Machado, corregedor Santa Catarina ? Extrajudicial; Des. Ricardo Mair Anafe, corregedor São Paulo; Des. Klever Rêgo Loureiro, ex-corregedor de Alagoas 2015/2016; Des. Paulo Barros da Silva Lima, ex-corregedor de Alagoas 2017/2018.

Ainda foram homenageados o desembargador Carlos Vieira von Adamek, secretário-geral do CNJ; desembargador Ricardo Paes Barreto, de Pernambuco; Desembargador Nilson Castelo Branco, da Bahia; e o juiz auxiliar do CNJ, Jorsenildo Dourado do Nascimento.

As medalhas serão enviadas, posteriormente, aos homenageados.

Niel Antonio – Ascom CGJ/AL
imprensacgj@tjal.jus.br – (82) 4009-3826 | (82) 99104-9842






Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support