Justiça estadual prioriza ações de pessoas idosas e julga 38,2 mil processos na Primeira Instância

Justiça estadual prioriza ações de pessoas idosas e julga 38,2 mil processos na Primeira Instância

A população idosa tem prioridade especial na tramitação de processos do Poder Judiciário do Ceará. No mês em que é comemorado o Dia do Idoso (1° de outubro), a Corregedoria-Geral da Justiça informa que foram julgadas 38.256 ações envolvendo idosos em um ano. Desse total, 31.493 referem-se a processos de pessoas acima de 60 anos e 6.763 maiores de 80.

A estatística é relativa aos casos em tramitação na Primeira Instância, no período de outubro de 2019 a outubro de 2020. Em 2016 e 2019, a Corregedoria-Geral expediu dois Provimentos (04/2016 e 20/2019) que asseguram o direito preferencial de ações de indivíduos da terceira idade. A Justiça deve ter um “olhar especial para as pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade, imprimindo celeridade em ações que os envolvem e garantindo que todos os seus direitos sejam respeitados”, destaca o corregedor-geral, desembargador Teodoro Silva Santos.

O juiz auxiliar da Corregedoria, Demetrio Saker, reforçou a importância do Estatuto do Idoso, que completa 17 anos no próximo dia 25. “Este documento deve ser levado em consideração, porque ele permite a inclusão social de pessoas idosas, sem prejuízo da proteção integral, assegurando-lhes todas as oportunidades e facilidades”.

Os dois atos normativos da Corregedoria-Geral foram expedidos de acordo o Estatuto do Idoso, composto por 118 artigos que tratam de assuntos como direitos fundamentais, medidas de proteção, políticas de atendimento, formas de acesso à Justiça e definição dos crimes contra os idosos.

Fonte: Ascom CGJ/CE



Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support