Servidores do DPD impulsionam atividades com novas ferramentas digitais

Servidores do DPD impulsionam atividades com novas ferramentas digitais

Em meio às medidas de isolamento social, a disciplina no uso das plataformas tem proporcionado maior agilidade e eficiência na rotina do trabalho remoto

Desde o início do distanciamento social, alguns dos departamentos da Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas (CGJAL) aderiram ao uso da tecnologia como principal meio no desenvolvimento das demandas internas e externas. Os servidores da Divisão de Processos Disciplinares (DPD) ampliaram o uso de algumas ferramentas e incorporaram outras à rotina do teletrabalho.

A comunicação interna é feita pelo Intrajus, entretanto, os servidores passaram a utilizar também o Malote Digital, WhatsApp, e-mails e o Google Meet, ferramentas que proporcionaram maior celeridade nos serviços prestados, mesmo diante das dificuldades em trabalho remoto.

Segundo a servidora da CGJAL Daniella Araújo, o Google Meet foi a grande novidade na estrutura do teletrabalho. A plataforma permite a realização de videochamadas de maneira mais segura, sendo utilizada com bastante frequência pelo setor, especialmente na realização de audiências e reuniões, obtendo aproximadamente 99% de aproveitamento.

Através plataforma Google Meet, o DPD conseguiu ouvir testemunhas de outras cidades, estados e até mesmo de outros países, uma vez que não precisou ser realizado nenhum deslocamento. Uma das partes foi ouvida da Itália, por exemplo.

“Os novos recursos tecnológicos criados para o enfrentamento da pandemia nos permitiram uma melhor prática eletrônica dos atos processuais, proporcionando uma dinâmica diferente e, no nosso setor, resultou em agilidade e eficiência. Assim, pensamos que algumas coisas poderão permanecer mesmo após esse período”, comentou a servidora Luciana Lima.

O Ato Normativo nº 11, de 12 de abril de 2020, representou um avanço significativo, uma vez que permitiu que as comunicações processuais fossem realizadas também por meio do correio eletrônico e aplicativo de mensagem/vídeo.

“Nós continuamos utilizando os e-mails e o aplicativo de mensagens instantâneas na realização de intimações e notificações, porém de maneira mais disciplinada”, finalizou Daniella Araújo.

Fonte: Ascom CGJAL



Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support