Duas unidades judiciárias estreiam em ranking de melhor desempenho da Corregedoria

Duas unidades judiciárias estreiam em ranking de melhor desempenho da Corregedoria

Duas unidades judiciárias de Mato Grosso, a 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Rondonópolis, do juiz Francisco Rogério Barros, e a 4ª Vara Cível de Cuiabá, da juíza Vandymara Galvão Ramos Paiva Zanolo, apareceram pela primeira vez entre as dez unidades com melhor desempenho no mês de outubro de 2020, de acordo com o Sistema Omni, criado pela Corregedoria-Geral da Justiça para acompanhar a produtividade dos magistrados.

O ranking das unidades mais bem posicionadas foi divulgado nesta terça-feira (17/11) pelo juiz auxiliar da Corregedoria, Emerson Luis Cajango. O ranking de outubro ficou assim: 1º lugar – 5ª Vara Criminal de Rondonópolis, do juiz João Filho de Almeida Portela; 2º lugar – 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Rondonópolis, do juiz Francisco Rogério Barros; 3º lugar – 2ª Vara Especializada em Direito Bancário de Cuiabá, da juíza Rita Soraya Tolentino de Barros; 4º lugar – 2ª Vara Criminal de Sinop, da juíza Débora Roberta Pain Caldas, 5º lugar – Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Várzea Grande, do juiz Eduardo Calmon de Almeida Cezar.

Em 6º lugar – Juizado Especial Cível e Criminal de Campo Novo do Parecis, da juíza Cláudia Anffe Nunes da Cunha; 7º lugar – 2ª Vara de Pontes e Lacerda, do juiz Cláudio Deodato Rodrigues Pereira; 8º lugar – 2ª Vara Especializada de Família e Sucessões de Rondonópolis, da juíza Cláudia Beatriz Schmidt; 9º lugar – 4ª Vara Cível de Cuiabá, da juíza Vandymara Galvão Ramos Paiva Zanolo; e 10º lugar – Juizado Especial Cível do Jardim Glória, em Várzea Grande, da juíza Viviane Brito Rebello Isernhagen. 

Em mensagem lida pelo juiz Emerson Cajango, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Ferreira da Silva, destacou que os magistrados e servidores dessas unidades judiciárias souberam superar os desafios trazidos pela crise para garantir ao cidadão a tutela dos seus direitos mais fundamentais. Ressaltou ainda que esses magistrados e servidores se mostraram elementos valiosos e indispensáveis para o Poder Judiciário de Mato Grosso, atribuindo o excelente resultado ao trabalho em equipe. “Sem sacrifício e trabalho árduo, nada se consegue”, disse o corregedor. 

Também participou da reunião a auditora da CJG, a servidora Renata Bueno, que explicou aos magistrados estreantes o funcionamento do Omni e o objetivo desse trabalho, que foi a forma encontrada pelo corregedor-geral para apoiar os magistrados no que se refere à gestão das unidades. Os vencedores do Top 10 terão o elogio registrado em suas fichas funcionais e, em dezembro, participarão da reunião todos os magistrados e gestores que em alguma edição estiveram no ranking dos dez mais. O juiz Francisco Rogério Barros disse estar feliz em ingressar no grupo das dez melhores unidades e dividiu a honra com servidores e assessores, pois “sem eles a conquista não seria possível”.

O magistrado explicou que a satisfação é ainda maior pelo fato de se tratar de uma Vara de Fazenda Pública como a de Rondonópolis, que não trata apenas de execução fiscal, mas engloba outras ações, como Mandados de Segurança e indenizações do Estado e autarquias. “É um universo grande de competências”, salientou. A juíza Vandymara Galvão Ramos Paiva Zanolo disse estar orgulhosa do trabalho da equipe e que, apesar das dificuldades, a pandemia e o teletrabalho colaboraram para o aumento da produtividade na sua unidade, em razão da suspensão das audiências e dos atendimentos presenciais.

“Foi importante também para mostrar que nesse período não ficamos descansando, pelo contrário, a produtividade aumentou”, reforçou a magistrada. O Sistema Omni monitora a produtividade das unidades judiciárias nos cinco indicadores do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que são: Taxa de congestionamento, Número de sentenças com resolução de mérito, Tempo de tramitação e Metas 1 e 2 do CNJ – julgar mais processos que os distribuídos e julgar processos mais antigos.  

Fonte: Ascom CGJMT



Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support