SEMANA NACIONAL DA CONCILIAÇÃO TEM INÍCIO NO AMAZONAS COM MAIS DE 10 MIL AUDIÊNCIAS AGENDADAS PELA JUSTIÇA ESTADUAL

SEMANA NACIONAL DA CONCILIAÇÃO TEM INÍCIO NO AMAZONAS COM MAIS DE 10 MIL AUDIÊNCIAS AGENDADAS PELA JUSTIÇA ESTADUAL

Com 10,9 mil audiências agendadas para ocorrer em Manaus e em todas as comarcas do interior, o Poder Judiciário do Amazonas deu início nesta segunda-feira (08) a mais uma edição da “Semana Nacional da Conciliação”.

O evento é mobilizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e estende-se até a próxima sexta-feira (12), sendo um esforço concentrado de Tribunais Estaduais, do Trabalho e Federal para favorecer a conclusão de processos judiciais por meio da homologação de acordos entre partes litigantes.

Na Justiça Estadual, o evento é coordenado pela Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ / AM) que orientou o agendamento de 4.755 audiências para ocorrer na capital e 6.236 nas comarcas do interior.

A exemplo do ano de 2020, para prevenir o contágio pela covid-19, as 10,9 mil audiências deste ano devem ocorrer, preferencialmente, por videoconferência, mas quando necessário, também de forma presencial, seguido de procedimento de saúde.

No período do mutirão, de acordo com a Corregedoria-Geral de Justiça, as unidades judiciárias do Tribunal de Justiça do Amazonas atuarão em horário estendido (além do período de expediente convencional), realizando audiências das 8h às 16h30.

Conforme a corregedora-geral de Justiça, desembargadora Nélia Caminha, a realização da campanha no Amazonas coincide com a retomada, em 100%, das atividades presenciais do Tribunal de Justiça e a expectativa, segundo a magistrada, é a de que as partes processuais com audiências pautadas para ocorrer no período, compareçam a estas, com a perspectiva de conciliar de forma consensual os conflitos judicializados. 

“A conciliação é oportunizada durante todo o ano pelo Poder Judiciário, sendo esta uma maneira eficaz e rápida de favorecer a conclusão de litígios, no entanto, neste período da campanha, todos os tribunais se associam à mobilização do Conselho Nacional de Justiça, designando magistrados e servidores para um esforço concentrado, que no Amazonas envolve unidades judiciárias da capital e de todos as comarcas do interior ”, afirmou a desembargadora

Trabalhos iniciados

No primeiro dia de trabalhos do mutirão de audiências, um contingente expressivo de partes processuais participou das audiências programadas para o período, comparecendo às sessões por meio remoto, ou de forma presencial, seguindo os procedimentos de saúde.

Em Manaus, os Fóruns Henoch Reis e Euza Naice de Vasconcellos, ambos no bairro de São Francisco, assim como os Fóruns Azarias de Menescal (zona Leste), Lúcio Fonte de Rezende (zona Norte) e Des. Mário Verçosa (em Aparecida) deram início às audiências programadas.

Participação

Comparecendo ao Fórum Henoch Reis, especificamente ao Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc / Cível), o professor Rodrigo Santos de Castro, 27, participou de uma audiência pautada para o período e, ao final da sessão, destacou a importância da Semana da Conciliação, sendo, segundo ele, uma oportunidade para que as pessoas tenham seus processos conclusos. 

“Avalio positivamente, sendo esta uma oportunidade para que possamos dialogar com a outra parte e para que possamos resolver, da melhor forma possível, a questão judicializada. Destaco, também, que a conciliação é uma medida para abreviar o tempo de tramitação de nosso processo ”, citou Rodrigo Castro, cuja demanda judicial envolve uma empresa concessionária de serviços públicos.

Conciliação

A conciliação, é considerada uma modalidade de resolução de conflitos entre partes e realizada com o auxílio de uma terceira pessoa, denominada “conciliador”, que colabora para que os envolvidos em um litígio estabeleçam um acordo de forma pacífica.

Classificada como um método adequado de resolução de conflitos, no Poder Judiciário brasileiro, uma conciliação pode ser realizada, inclusive na fase pré-processual, geralmente em núcleos especializados implementados pelo Poder Judiciário, os quais orientam os litigantes a como conciliar um conflito, antes mesmo que este venha a ser judicializado.

A Semana Nacional da Conciliação é realizada anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no entanto, de acordo com a Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ / AM) – órgão que coordena regionalmente o evento sem segmento da Justiça Estadual – as audiências de conciliação são realizadas em todo o decorrer do ano, podendo ser pautadas pelos Juízos onde os processos tramitam ou mesmo solicitadas pelas partes processuais.

Afonso Júnior 
Foto: Raphael Alves

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771
E-mail:  divulgacao@tjam.jus.com



Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support